Agência Europeia do Ambiente Pesticidas

Agência Europeia do Ambiente apela à redução do consumo de pesticidas

Agência Europeia do Ambiente Pesticidas

A Agência Europeia do Ambiente (AEA) apelou à redução do consumo de pesticidas, ainda amplamente vendidos na Europa, apesar de poluírem a água, o solo e o ar, minando a biodiversidade e promovendo o desenvolvimento de doenças.

Entre 2011 e 2020, foram vendidas cerca de 350 mil toneladas por ano de pesticida na Europa. A Agência do Ambiente apela à redução do seu consumo, prejudicial para os seres humanos. 

“Na Europa dos 27, as vendas de pesticidas mantiveram-se relativamente estáveis, na ordem das 350 mil toneladas por ano, entre 2011 e 2020″, refere a agência da União Europeia, com base nos números do Eurostat.

Segundo a agência, as vendas baixaram apenas em 11 estados-membros, com as quedas mais acentuadas observadas em Portugal, República Checa, e Dinamarca.

Em 2020, foram detetados um ou mais pesticidas acima dos “limites preocupantes” em 22% dos locais de monitorização de rios e lagos na Europa, indica a AEA.

Mas o inseticida neonicotinóide imidacloprida e o herbicida metolacloro registaram o maior número absoluto de excedências em toda a Europa, principalmente no norte da Itália e no nordeste da Espanha.

Agência Europeia do Ambiente Pesticidas

Contudo nas águas subterrâneas, a atrazina, um herbicida banido desde 2007, é responsável pelo maior número de casos de limites ultrapassados.

Para os seres humanos, a exposição a pesticidas químicos, principalmente através dos alimentos, mas também do ar, em regiões de agricultura intensiva, está ligada ao desenvolvimento de doenças cardíacas, respiratórias e neurológicas, bem como de cancros, sublinha o relatório.

“É preocupante constatar que todos os pesticidas controlados (…) foram detetados em concentrações mais elevadas nas crianças do que nos adultos“, sublinha a AEA.

Em um estudo realizado principalmente na Espanha, Letónia, Hungria, República Checa e Holanda entre 2014 e 2021. Pelo menos dois pesticidas estavam presentes no organismo de 84% dos participantes.

Poluição

A poluição por pesticidas leva à perda de biodiversidade em todo a Europa e está a provocar um declínio significativo nas populações de insetos. Ameaçando seu papel essencial na produção de alimentos.

As maiores taxas de crescimento verificaram-se na Letónia e na Áustria. Em volume, os maiores aumentos foram registados na Alemanha e em França.

Estes dois países, juntamente com Espanha e Itália, são os que vendem maiores quantidades para a maioria dos grupos de substâncias ativas e são os maiores produtores agrícolas da UE, setor que defende que o uso de pesticidas é necessário para o rendimento das culturas.

AEA

De acordo com a AEA, 83% dos solos agrícolas testados num estudo de 2019 continham resíduos de pesticidas.

Para a agência europeia, os 27 devem reduzir a dependência de agrotóxicos, adotando outros modelos de agricultura, como a agroecologia.

Um relatório da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) publicado esta quarta-feira mostra que, em 2021, 96% dos alimentos analisados não ultrapassaram os limites autorizados para resíduos de pesticidas.

A toranja, uma fruta principalmente importada, foi o alimento mais afetado pelos excessos e, por isso, foram introduzidos novos controlos deste produto, informou a EFSA.

Fonte: Observador PT.

Conteúdos Relacionados

Paradigma Água Portugal

O paradigma da água em Portugal

Muito se fala da falta de água nos nossos dias. Desde as alterações climáticas, aos consumos exagerados, aos desperdícios, aos fogos rurais, ao regadio, tudo serve para se criar um problema sem solução e súbitamente aí virem os políticos iluminados, que tudo sabem e que para tudo encontram solução rápida, proibindo actividades económicas e reduzindo consumos humanos.

Leia mais »
Escassez de água no Egito

Escassez de água no Egito

Quase toda a água doce do Egito vem do rio Nilo e sua indústria agrícola consome 85% da parte do rio do país. Até 2025, projeta-se que o Egito seja uma nação com escassez de água devido às mudanças climáticas.

Leia mais »
Revista APDA 1º Trimestre

Revista APDA 1º Trimestre

A evolução da gestão nas entidades com melhores desempenhos responsáveis pelo ciclo urbano da água, nomeadamente na dimensão tecnológica, foi enorme nas últimas décadas.

Leia mais »